ARTIGOS MAIS RECENTES

O empresário Maurício Mendes Dutra lista características de um líder que todo gestor deve desenvolver

0

Você sabia que conhecer as principais características de um líder é fundamental? O empresário Maurício Mendes Dutra acredita que, independente se você está em um processo de contratação ou em uma qualificação de vaga dentro da empresa, adquirir as competências de liderança é indispensável. Isso porque, não basta apenas uma formação acadêmica exemplar. Um bom líder deve ter um conjunto de atitudes, conhecimentos, experiência e visão. 

Um bom líder deve ter a capacidade de motivar a equipe e aumentar a produtividade como um modo de levar os profissionais e a empresa a resultados positivos e crescimento. No parecer do empresário Maurício Mendes Dutra, é preciso saber comandar, orientar, reconhecer, engajar, valorizar, incentivar e atuar alinhado com a missão, visão e valores da empresa, sem se descuidar com a satisfação dos colaboradores.

Sendo assim, confira, a seguir, algumas das principais características de um bom líder que você deve desenvolver:

  1. Transparência

Confiança e honestidade são atributos indispensáveis de um bom líder, pois é através deles que se constrói a transparência. Os colaboradores admiram pessoas que são leais às suas palavras e responsáveis por suas decisões e ações, e é dessa forma que um líder conquistará a confiança e o respeito de sua equipe. 

  1. Inteligência emocional

As relações interpessoais devem ser pautadas na capacidade de identificar, avaliar, entender e manter o equilíbrio de suas emoções e o controle das reações, valendo também para a perspectiva do interlocutor. Nesse sentido, o empresário Maurício Mendes Dutra considera que todo líder deve desenvolver a inteligência emocional para estar apto a lidar com as adversidades, mantendo o ambiente de trabalho saudável e estável. E, para desenvolvê-la, é essencial trabalhar com o autoconhecimento.

  1. Comunicação assertiva

Liderança eficaz e comunicação assertiva estão diretamente interligadas. Os melhores líderes são aqueles que sabem se comunicar com habilidade. Isto é, não apenas transmitem a mensagem, mas se preocupam em como o receptor irá interpretá-la. A comunicação assertiva é, no parecer do empresário Maurício Mendes Dutra, uma ferramenta indispensável ao bom líder que a utilizará tanto para transmitir informações e feedbacks como para transmiti-los de volta.

  1. Respeito

O respeito é a base de todo bom relacionamento e, no âmbito profissional não seria diferente, não é mesmo? Um líder deve tratar todos os seus funcionários com igualdade, sem discriminação e com respeito. O exemplo e o respeito devem ser transmitidos tanto na forma e no tom da fala quanto em expressões básicas de cumprimentos e agradecimentos, além de ouvir com atenção e dar espaço para que todos participem. 

  1. Flexibilidade

Por fim, ter o poder de adaptação é uma habilidade essencial e vem sendo cobrada não somente de líderes, mas também de todos os profissionais. A flexibilidade permite que o líder determine novas estratégias, mesmo quando desafios surgem em seu caminho. O empresário Maurício Mendes Dutra acredita que é preciso aceitar a natureza das mudanças constantes que permeiam o mundo dos negócios e saber enfrentá-los para manter-se firme. 

Essas cinco características são, ao ver do empresário Maurício Mendes Dutra, parte dos critérios básicos que todo gestor deve adquirir para ser um bom líder e manter os resultados dos colaboradores e da empresa alinhados com sua missão, visão e valores.

Ser diferente é um motivo de crescimento: a importância da não polarização, por Solange Moraes

0

Não é novidade que a polarização política é uma realidade cada vez mais intensa no Brasil e no mundo. Por isso, para a candidata a deputada federal Solange Moraes isso deve ser mudado, pois, para ela, é impossível crescer sem o diferente, sem entender que são as ideias opostas capazes, de fato, de construir uma sociedade melhor.

Mas você sabe o que é polarização política?

De acordo com a candidata Solange Moraes, o termo polarização nada mais é que dividir algo. Isto é, na política, é dividir a sociedade em dois pólos, excluindo, dessa forma, qualquer outra alternativa de gestão e condução social, moral e econômica. Isso é um problema pois limita o desenvolvimento de ideias inovadoras ou que realmente atendam às demandas da sociedade.

Além disso, a polarização política também é capaz de comprometer a democracia, visto que ela só acontece a partir das discussões de diferentes ideias — o que não acontece com a polarização. Na prática, deve sempre vencer a ideia que melhor atenda às demandas e que melhor agradem à maioria, pois é importante defender o diferente: é com ele que nossa sociedade é capaz de crescer.

Solange Moraes e o diferente

Por esse motivo, a candidata a deputada federal por São Paulo, Solange Moraes, acredita que defender o debate de ideias diferentes na política é indispensável não só para a manutenção da democracia, como para ser possível eleger políticos realmente comprometidos com essa ideia, como ela. Afinal, o ódio e a polarização não leva a nenhum lugar. 

Tendo atuado em diferentes cargos da área da comunicação: editora, apresentadora, repórter, palestrante, mestre de cerimônias e jornalista, Solange Moraes pôde desejar fazer mais pela sociedade, isto é, de atuar mais ativamente em prol das demandas da mesma, visto que acompanhou diferentes problemas sociais denunciados na cidade de São Paulo.
Antes de se candidatar a deputada federal, Solange Moraes atuou no programa de televisão Falando Nisso, transmitido pela Band Vale e atuou por 13 anos. No entanto, com o desejo de fazer mais pela sociedade, de forma realmente ativa e intimista, não lhe foi difícil renunciar ao cargo na televisão. Por isso, se você quer saber mais de suas propostas e gostou de saber um pouco mais de suas ideias e trajetórias, acompanhe seu Instagram oficial: https://www.instagram.com/solangemoraesoficial/.

PDT oficializa candidatura de Ciro Gomes à Presidência nesta quarta

0

O PDT realiza nesta quarta-feira (20) sua convenção nacional que oficializará a candidatura à Presidência do ex-ministro Ciro Gomes, em Brasília.

O encontro será realizado das 15h às 18h, de forma híbrida, ou seja, presencialmente, na sede nacional da legenda na capital federal, e virtualmente, por meio de uma plataforma online.

Ciro ainda não anunciou quem será seu candidato a vice-presidente. Ele disputará as eleições presidenciais pela quarta vez. Nas outras três (1998, 2002 e 2018), não conseguiu chegar ao segundo turno.

Apesar de figurar na terceira colocação no agregador de pesquisas de intenção de voto CNN/Locomotiva, o pedetista não conseguiu, até aqui, conquistar o apoio de outra sigla à sua pré-candidatura. Além disso, Ciro pode perder ou ter que dividir os palanques estaduais do próprio partido.

Como mostrou a âncora da CNN Daniela Lima, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tenta conquistar apoio de integrantes do PDT. O pré-candidato a governador no Rio de Janeiro Rodrigo Neves (PDT) demonstra publicamente ser simpático a Lula. No Maranhão, o pré-candidato Weverton Rocha (PDT) também é favorável ao petista.

O partido do ex-ministro puxa a lista das convenções para escolher e oficializar candidaturas para as eleições de outubro. Elas se iniciam nesta quarta (20) e vão até o dia 5 de agosto.

Na quinta-feira (21) está marcada a convenção do PT, que oficializará a candidatura do ex-presidente Lula, em São Paulo; no sábado (23), está marcada a convenção do Avante, em Belo Horizonte, que tem como pré-candidato o deputado federal André Janones; no domingo (24), o PL confirmará a candidatura a reeleição do presidente Jair Bolsonaro, no Rio de Janeiro.

Além desses, Leonardo Péricles (UP) deve ser oficializado também no dia 24; Simone Tebet (MDB), no dia 27; Felipe d’Ávila (Novo), Pablo Marçal (Pros) e Sofia Manzano (PCB), no dia 30; Vera Lúcia (PSTU) e José Maria Eymael (DC), no dia 31; e Luciano Bivar (União Brasil), em 5 de agosto.

Homem é preso pela terceira vez por armazenar e compartilhar pornografia infantil em SP

0

Um homem de 38 anos foi preso nesta segunda-feira (18) pela Polícia Federal (PF) na Operação Rapina, que combate a pornografia infantil, em Santos, no litoral de São Paulo. De acordo com a PF, ele recebia e compartilhava imagens com pornografia infantil e já havia sido preso outras duas vezes por crimes semelhantes.

Conforme apurado pelo g1, as investigações começaram pelo Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos (GRCC) e foram realizadas principalmente em celulares e serviços de armazenamento de nuvem on-line. Assim, a polícia encontrou uma série de arquivos com teor pornográfico envolvendo bebês, crianças e adolescentes.

De acordo com a PF, o material encontrado possibilitou a prisão em flagrante do homem de 38 anos, que recebia e compartilhava os arquivos.

Se condenado, ele poderá responder por uma série de crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que podem somar mais de 10 anos de prisão.

Alvo de investigação policial, Filipe Ret é liberado após ser autuado por posse de drogas

0

O rapper Filipe Ret faz parte de uma investigação conduzida pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, que investiga uma festa que aconteceu há cerca de um mês, na qual houve uma suposta distribuição de maconha. Em nota enviada à Jovem Pan, a polícia informou que “foram cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao acusado, incluindo a casa de show onde foi realizada a festa”. Na ação, que aconteceu nesta terça-feira, 19, foram apreendidos um telefone celular, imagens de câmeras de segurança e entorpecentes. “Ele foi encaminhado para a Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE), onde foi autuado por posse de drogas para consumo próprio, assinou termo circunstanciado e foi liberado”, informou a nota. A polícia, no entanto, enfatizou que as investigações continuam.

A festa em questão aconteceu na casa de eventos Vivo Rio e entrou no radar das autoridades por causa de posts feitos pelo próprio rapper nas redes sociais. Em uma foto, por exemplo, ele aparece com um balde cheio de cigarros de maconha que, supostamente, teria oferecido para os convidados. O evento, inclusive, chegou a ser chamado de “Open Beck”, um termo que indicaria que o consumo da droga estava liberado no local. Procurada pela Jovem Pan, a assessoria de Ret disse que ele estava em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, com a família e amigos descansando após cumprir uma intensa agenda de shows quando foi surpreendido pela ação policial. “Filipe Ret, que já se declarou usuário de maconha, foi conduzido à delegacia e foi lavrado apenas um termo relativo à posse de maconha para uso pessoal. Qualquer alegação diferente desta, se trata de uma afirmação descolada da realidade e única e exclusivamente do interesse de terceiros”, declarou a equipe do cantor, em nota.