Por 8 votos a 3, Supremo negou recurso para derrubar a decisão de Fachin