Regé-Jean Page, estrela que atuou como o Duque de Hastings em Bridgerton, abriu o seu coração sobre ter sido rejeitado para um papel na série Krypton por ser negro. 

Segundo reportou o The Hollywood Reporter, a oportunidade para interpretar o papel principal na série Krypton, de 2018, que seria o avô do Superman, foi negada à Regé-Jean. Isso depois de o co-presidente da DC Films, Geoff Johns, ter supostamente insistido que o avô do super-herói não poderia ser retratado por um ator negro, mesmo com os criadores do programa alegando que queriam fazer um elenco não tradicional.

A nota de um representante de Johns enviada à THR, justificou a decisão dizendo que “acreditava que os fãs esperavam que o personagem se parecesse com um jovem Henry Cavill“, como escreveu o veículo. Cavill é branco e interpreta Superman em Homem de Aço e Batman vs. Superman. Ou seja, no final, o papel em Krypton foi para Cameron Cuffe, um ator branco.

No Twitter, Regé-Jean se manifestou dizendo que sabia sobre essa discussão. “Ouvir sobre essas conversas dói não menos agora do que naquela época”, escreveu. “Os esclarecimentos quase doem mais. Ainda estou fazendo minhas coisas. Ainda fazemos o trabalho. Ainda voamos. ”

Continua após a publicidade

Em resposta ao pronunciamento de Page, Cameron, o ator escalado para o papel, também falou sobre o caso. “Regé é uma inspiração para mim e milhares de outros artistas”, escreveu. “Ninguém deve se sentir bem se beneficiando de indivíduos ou instituições que tratam seus semelhantes de maneira tão injusta. A mudança deve acontecer. ”

Continua após a publicidade

A declaração do co-presidente da DC Films reforça o racismo na indústria de Hollywood e a falta de representatividade. Não é a primeira vez que vemos isso acontecer. Quando foi anunciado que Halle Bailey interpretaria a Pequena Sereia no live-action, ou que Yara Shahidi seria a fada Sininho em novo filme do Peter Pan, ambas afro-estadunidenses, várias reações da web foi de menosprezo e discriminação. Por isso, o caso de Regé nãoé isolado, a diferença é que as novas produções estão ignorando a escalação tradicional e diversificando o elenco. 

“Esta é uma indústria em que você pode se parecer com isso, ser o protagonista de um programa de sucesso da Netflix e ainda ser muito negro para interpretar a p**** de um alienígena”, escreveu o ator e roteirista Ryan Ken. 

Continua após a publicidade

Apesar de Regé ter saído do elenco de Bridgerton, a produção de sucesso da Netflix abriu muitas portas para o ator e projetos maiores estão por vir. Como ele disse: “Ainda voamos”. 

 

Continua após a publicidade