21.3 C
São Paulo
quarta-feira, julho 6, 2022

Criolipólise possui 4 tipos diferentes de técnicas de aplicação, você já conhece quais são elas?

Você sabia que a criolipólise é um dos tratamentos estéticos mais eficazes para eliminação de gordura localizada? Segundo o Dr. Daniel Dias Machado — profissional graduado em enfermagem e biomedicina, e pós-graduado em biomedicina estética — trata-se de um procedimento muito procurado por homens e mulheres que desejam eliminar pontos de gordura que não são combatidas com dietas e exercícios físicos, de maneira rápida e sem a necessidade de intervenção cirúrgica, por isso, é popularmente conhecida como “lipo sem corte”.

A criolipólise é um tratamento que elimina a gordura localizada e remodela o corpo através de um aparelho que, com baixa temperatura, congela células de gordura em regiões específicas do corpo. Ao serem congeladas, mudam de cor e tamanho, fazendo com que o sistema imunológico as localizem e eliminem gradativamente, dando um novo aspecto ao organismo. 

De acordo com o biomédico especialista, Dr. Daniel Dias Machado, o procedimento de criolipólise dura cerca de 60 minutos e funciona através de um aplicador com ponteiras ergonômicas que se ajustam à área tratada. Antes das ponteiras, é colocada uma manta anticongelante com glicerina para proteção da pele, e, posteriormente, o aplicador faz sucção a vácuo ao mesmo tempo que congela as células de gordura. 

A criolipólise pode ser aplicada em diferentes regiões do corpo, desde que haja gordura acumulada e que se adaptem às ponteiras. Nesse aspecto, pode ser aplicada na barriga, costas, quadris, coxas e, até mesmo, no pescoço. Nessa última região, pode-se considerar que a mesma faz parte dos tratamentos estéticos que constituem a harmonização facial — soma de tratamentos e procedimentos estéticos que visam trazer equilíbrio entre as diferentes regiões da face —, uma vez que auxilia na liberação de gorduras da área, trazendo harmonia aos contornos do rosto e tornando-o mais simétrico e bonito. 

Os quatro tipos de criolipólise

Não obstante, esse procedimento estético não possui uma única técnica de aplicação. O biomédico esteta e patologista clínico, Dr. Daniel Dias Machado, esclarece que existem quatro diferentes tipos de criolipólise que podem ser realizados nos pacientes, cada um com um procedimento e resultados específicos, são elas: criolipólise convencional; de contraste; de reperfusão e de preparo

A criolipólise convencional utiliza a técnica de resfriamento alinhada ao sistema de sucção a vácuo assistido, gerando cristalização e, posteriormente, apoptose das células do tecido adiposo. A criolipólise de contraste, por sua vez, inclui períodos de aquecimento durante o processo, isto é, um sistema de temperagem que se alterna entre frio e calor para favorecer uma maior cristalização e destruição celular. 
Já a criolipólise de reperfusão inclui o período de aquecimento somente após o término do procedimento. Para o Dr. Daniel Dias Machado, essa técnica se sustenta na hipótese de que, com esse processo, há formação de espécies reativas de oxigênio que recuperam o tecido de forma mais acentuada e com melhores resultados. Por fim, a criolipólise de reparo inclui períodos de aquecimento no início do processo para aumentar a maleabilidade de tecidos mais compactados e favorecer sua sucção pelo aplicador.