Sob bandeira vermelha no nível de alerta, a capital paranaense é a primeira do Sul a adotar o sistema já aplicado por países europeus